O número 7 é mágico e perfeito

16 de janeiro de 2017 - por Aparecida Liberato

O 7 é o número sagrado e mágico que rege os mistérios ocultos, as cerimônias religiosas e também a clarividência. Número místico por excelência, o 7 tem sido considerado como um número de poder por quase todos os cultos e tradições.

O número 7 é o da perfeição, tanto é que Deus abençoou o sétimo dia e reservou-o como sagrado, inteiramente dedicado a Ele. O 7 é o número da plenitude cíclica no hebraico antigo. O número 7 é mencionado 323 vezes na Bíblia. Os 7 últimos flagelos da humanidade. A queda dos muros de Jericó, relatada no livro de Josué, foi realizada com a força do número 7.

Em Apocalipse, por João: “Vi, na mão direita daquele que estava sentado no trono, um livro escrito por dentro e por fora, selado com 7 selos. Quando o último selo for quebrado a história terá chegado ao fim e o Grande Julgamento terá início.”

Os 7 machos e as 7 fêmeas eram os animais de cada espécie que Noé deveria colocar em sua arca. O número 7 tem um significado mágico em toda a parte: os japoneses descobriram os 7 deuses da felicidade, Roma erguia-se sobre 7 colinas, os antigos enumeravam as 7 maravilhas do mundo, atravessando os 7 mares, 7 léguas submarinas, boeing 747, Agente 007, 7-UP, a ordem dos elementos químicos; os 7 anões, os 7 ventos; o raio branco se decompõe em 7 cores; as 7 pragas; as 7 cores do arco-íris, o gato tem 7 vidas; o sétimo céu; as 7 notas musicais; trancado a 7 chaves; bola 7; o homem de 7 instrumentos.
Na China a alma precisa de 7 unidades de tempo para ficar livre do corpo. Na Alemanha, se você quer assar um bom bolo, precisa de 7 ingredientes. Para os egípcios, o 7 é o símbolo da vida eterna. Não tem múltiplos nem divisores. É por isso, puro e essencial.

Segundo a tradição japonesa e tibetana, 7 dias dura o estado intermediário entre a vida e a morte. Para Hipócrates, o 7 dá vida e movimento. Para os hindus há 7 centros sutis ou 7 chacras. No Alcorão fala-se em 7 sentidos esotéricos. Os quatro períodos do ciclo lunar são de 7 dias

O 7 une o número do espírito, 3 com o número da matéria, o 4. Portanto, ele integra os dois mundos e é considerado símbolo da totalidade do Universo em transformação. Na Grécia antiga havia 7 sábios. Na tradição sânscrita, há freqüentes referências ao número 7. As tabuletas assírias estão cheias de grupos de 7: 7 deuses do céu; 7 deuses da terra. Para os caldeus, o número 7 era considerado sagrado. Naamã recebeu de Eliseu a ordem para mergulhar 7 vezes no Jordão para curar-se de lepra.
O Mitra persa, um Deus Sol, tinha o número 7 consagrado a si. Platão, em seu Timeu, ensina que do número 7 foi gerada a Alma do Mundo: Anima Mundana.
O 7 também representa o triunfo do espírito sobre a matéria. 7 são os anjos diante do trono de Deus (Gabriel, Miguel, Haniel, Rafael, Camael, Zadquiel, Zafiel).